Meu bebê nasceu - relato do parto - Doce feito pimenta - Beleza, Moda e Resenhas de produtos

Meu bebê nasceu - relato do parto

8:06:00 PM

Em primeiro lugar quero deixar clara a minha opinião sobre o parto normal: o considero questão de saúde tanto pra mãe quanto pro bebê.
E de uma forma que é dificil entender, na hora é um vinculo bem intenso entre os dois.
Vejo o procedimento cesareo como procedimento de urgência onde o corpo não permite o parto normal e não como uma escolha.

Bem, vamos lá, dia 22/02/2010, segunda feira pós virada de lua crescente, às 4:30h da manhã a bolsa estourou. E aí começou minha saga. Eu que já estava sem obstetra definido e que ia depender da equipe plantonista do hospital público que eu tinha escolhido estava calma e com o coração cheio de ansiedade pois agora era certo, naquele dia eu teria meu pequeno em meus braços. Acordei todos em casa avisando que era hora, liguei pra uma amiga ir me levar pra maternidade e lá fomos nós. Não ter carro nessas horas não é nada recomendado, mas acontece.
Escolhi parir na Maternidade Referência do Pau Miúdo, do outro lado da cidade, mas tudo bem já que era a melhor e eu ainda não estava sentindo dor alguma.
Chegando lá, me deparei com os seguranças dormindo na recepção e o anúncio que eu não queria ouvir: NÃO TEM VAGA!
O desespero bateu forte. Eu já tava psicologicamente pronta pra ter meu bebê lá e tive que me deslocar prum outro bairro, já sentindo alguma dor e com muita aflição no coração.
Cheguei no IPERBA por volta das 6:30h, sentindo alguma dor, e esperei cerca de 1 hora com meu marido pra ser atendida na triagem. Nesse meio tempo a dor se tornava mais intensa e o liquido escorria horrores.
Fui atendida mas naquela hora, eu só tinha 2cm de dilatação. Fui internada somente por causa da bolsa que já tinha estourado.
Fui colocada na sala de pré parto, junto com mais 4 grávidas em trabalho de parto, semi nuas e sentindo fortes dores em desespero. E eu crente que já estava sentindo AS dores.
Fui colocada no soro com Oxitocina, remédio para induzir o parto. E passei a manhã toda lá naquela sala. Sentindo dores que nunca imaginei ser possivel meu corpo sentir sem falecer. Dói muito! É angustiante a espera pela dilatação adequada, na minha cabeça passaram muitas coisas: vontade de morrer,vontade de matar todos os médicos e enfermeiras. Vomitei e fiz o que não se deve fazer em hospital público: gritei, berrei, apurrinhei tudo e todos... de assistentes sociais a médicos eu chamava e enchia o saco. Seja pra dizer que estava morrendo, ou que não aguentava mais, ou que queria uma cesarea...ou até que queria ir pra um outro hospital. E ainda desobedeci os médicos que me mandaram ficar deitadas esperando a dor chegar... passeei por todo o quarto e tive direito até a várias idas ao banheiro. Tudo isso levando broncas de enfermeiras, mas eu não estava suportando ficar sentada.
As contrações foram ficando mais fortes e o espaçamento diminuindo bem aos poucos. Só sei dizer que teve um momento que ficaram tão sem espaçamento que eu pensei: Se não tiver pra nascer agora, eu morro e pronto. De tantas dedadas já levadas naquele dia, aquela das 13:30h foi a mais esperançosa. A médica fez o toque e constatou que eu estava com 9,5cm de dilatação, ou seja, me faltava só 0,5cm pra ir pra sala de parto. Gente, eu fiquei muito mas muito feliz, apesar do cansaço extremo que já estava sentindo!
Só que agora que o bicho ia pegar, afinal de contas eu tava toda pronta prum parto normal e nele o esforço e mérito do nascimento do meu filho teria que ser todo meu. E eu não tinha noção da força que eu ainda teria que fazer.
A médica me mandou empurrar na contração pra me encaminhar pra sala de parto. Empurrei com todas as minhas forças e deu certo. Lá fomos nós direto pra sala de parto. E meu coração disparou como nunca na vida. Era o meu filho que estava a caminho dos meus braços.
Entrei na sala da parto e fui acompanhada por uma médica e um estagiário. É, meu parto foi aulinha pra ele. Mas sinceramente? Eu até gostei disso, pois pude acompanhar todo o procedimento passo a passo com eles e ser a protagonista, uma sensação de poder interessante.
Bom, daí foi bem rápido. Higienizaram a area de saída do bebê e dà-lhe Patrícia a fazer força. eu juro que não sei de onde veio tanta força e tanta garra, suspeito até que já era o instinto maternal agindo. Mas veio. E depois de muito empurrar e fazer muita força, as 13:45h, eis que meu Davi veio ao mundo medindo 48 cm e pesando 3490kg.
Colocaram ele todo sujinho ainda na minha barriga e a primeira coisa que vi foi um bebê branquelo, sujo e lindo... com um furinho no queixo e um nariz inconfundiveis!
De primeira ele não chorou, e eu como boa desesperada comecei a gritar perguntando o porque disso. Logo vieram dois médicos me tranquilizar e tcharam: Ele chorou. E eu chorei junto, mais que ele. Era o meu bebê, meu filho, meu sangue, meu trabalho mais perfeito que já fiz na vida, ali dando seu primeiro sinal de vida.
A emoção é inexplicavel. Sentir aquele serzinho que estava guardado sair de dentro de você é lindo demais. E ter o controle total sobre isso é intenso.
Depois disso, foram os procedimentos de tirar a placenta e limpar a pessoa e pronto. Não levei pontos, nem nada. Fui encaminhada para enfermaria, junto com o meu bebê já limpo e arrumadinho. As 15:00h tivemos visita da minha mãe e do meu marido que conheceram nosso precioso!
Ficamos aquela noite no hospital e teriamos alta no dia 23 pela tarde. Teríamos se eu não tivesse tido uma complicação. Meu corpo ficou expelindo coágulos e eu acabei perdendo algum sangue extra... e nisso eu fiquei bastante tonta e com a pressão mega baixa. Mas nada que uma boa alimentação, soro na veia, sulfato ferroso e algum repouso não resolvesse. No dia 24 pela tarde tivemos alta e viemos pra casa. Bom lembrar que na maternidade que fiquei a alimentação era bem bacana e todos os artigos pro bebê e pra mamãe foram disponibilizados a vontade (fraldas, algodão, gaze, alcool, absorventes).

Conclusões que tirei da experiência:
• Apesar da dor que não é pequena, o parto normal é sim a coisa mais linda do mundo!
• Hospital público é pra quem tem coragem acima de tudo. E pobre é bem corajoso! hahaha
• Eu tô apaixonada demais pra desenvolver mais alguma coisa.

Hoje, 13 dias depois do parto, eu tô inteira. Já com alguma cor nos lábios e bem melhor da anemia severa a qual me encontrei.
Aprendi a dar banho e cuidados de higiene do bebê no hospital mesmo e tô lidando super bem com isso.
Ainda tô precisando de minha mãe por perto se não nunca me lembro de comer, já que qualquer folga que o Davi me dá eu corro pra dormir um pouco.
Acordo geralmente duas vezes por noite e passo cerca de 2h até o principe resolver dormir de novo. Durante o dia ele dorme mais tempo, mas a maratona é bem tensa também.
Hoje ele já tá seguindo os rostos pelas vozes e sinto até que ele já sabe quem sou eu, no inicio o bebê fica com o olhar meio perdidão sem enxergar nada direito... é estranho.
Qualquer coisa extra que eu for lembrando vou editando aqui... minha cabeça tá meia devagar.

Esse é o relato do meu parto, que foi uma loucura mas que eu faria tuuuudo de novo!

Beeeeeeeeijos!









Mamãe te ama muito, gostoso! *-*

You Might Also Like

14 comentários

  1. Parabéns!!!!!!!!!!!!!!!!!!


    Obrigada por compartilhar este momento incrível !!!!

    E sobre seu bebê:

    Ele é muito fofo, olha só a marquinha no queixo, vai conquistar muitos corações!!!!

    Bjos

    ResponderExcluir
  2. Ai que lindo amiga, ai, eu vou ter parto em hospital publico se tiver grávida, nem estou aff, eu pensando alto, me deu medo hahaha
    Mas esperar e rezar para pegar um médico bom.
    bjss

    ResponderExcluir
  3. Ser mãe é maravilhoso mesmo. Sorte nossa em sermos mulheres e podermos ter esse privilegio.
    Parabéns mamãe, você se saiu muito bem como marinheira de primeira viagem.
    Deus proteja você e toda tua familia hoje e sempre.

    ResponderExcluir
  4. Oi:

    Lindo, lindo... PARABÉNS MAMÃE!!!!!! Você é muito corajosa, eu ainda não tive essa coragem. Beijos e tudo de melhor para você e seu filhão!!!!

    ResponderExcluir
  5. Flor que benção hein, ele é magnifico ooooooooooooooooooooown :}
    Olha te desejo mais do que muitas felicidades que nesta nova vida vc realize todos os seus sonhos mais do que vc ja realizou viu florzinha :}
    bjs da low pra vc e pra esta coisa gostosaaaaaaa ai ;*

    ResponderExcluir
  6. Parabéns menina corajosa, foi lindo seu relato, a minha Gi eu tive de cesárea por causa da síndrome de pânico, mas tb foi super tranquila. Mas parto normal eu acho tudo de bom a pessoa se recupera super rápido na cesárea as dores são depois. Parabéns de novo e bem vindo Davi!

    ResponderExcluir
  7. ola minha conterrânia!!!
    então...amei seu bloguinho!!acebei de me inscrever nele!
    moro na Cidade de Candeias e gostaria muito que vc conhecesse o meu blog,ele fala sobre educação física,dicas,babados e muito mais...
    beijosss

    ResponderExcluir
  8. Ei, parabéns!!! Que seu bebê cresça forte, saudável, comportado e abençoado.
    Bjs

    ResponderExcluir
  9. Que lindo.!!
    Meus olhos se encheram de lagrimas,mas sou forte,nao chorei!
    meu sonho é ver um parto sabe, e li toda sua historia,claro, e senti a emoçao aki dentro de mim...
    mas se Deus kiser, verei em breve!minha amigaa vai ter nenemm,vai ser uma menina,,e ela deixou eu assistir!!
    vou realizar um dos meus sonhos!!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    parabens
    mta saude,paz,harmonia ,felicidadesss e sucesso pra vc sua familia...e pro davi!!!ele é lindo!
    bjobjobjo

    ResponderExcluir
  10. Olá! Sou Jefhcardoso do http://jefhcardoso.blogspot.com e estou indo de blog em blog para conhecer mundos.
    Num desses passeios encontrei os blogs femininos e achei interessante a grande quantidade de seguidores e o trabalho muito profissional destes blogs.
    Pensei: _Será que moças vaidosas curtem literatura?! Afinal muitas são blogueiras e quase todas são dadas a leitura...
    Decidi então entrar em contato com as seguidoras, seguidas, e contatos, a fim de descobrir se meu blog de contos é capaz de agradar essas moças vaidosas e tal.
    Agradeço a atenção e quero a sua opinião. Abraço!

    P.S: Pati, parabens pelo Davi, também tenho um Davi com 09 anos.

    ResponderExcluir
  11. seu baby é lindoo rsr, vim te presentear com um selo, quando puder vai buscar em meu blog, bjs

    ResponderExcluir
  12. Olá, o blog Dominus em parceria com a Loja do Altivo estará sorteando o livro O Último Trem Para Istambul de Ayse Kulin. Participe!
    http://dominus-dominique.blogspot.com/2010/03/loja-do-altivo-dominus-enviam-o-ultimo.html

    Um abraço pra ti!

    ResponderExcluir
  13. Descobri o blog agora e acabei de me acabar de tanto chorar. Linda descrição, lindo momento. Faz um ano que vivi o meu, queria normal mas não deu. De qualquer forma é um momento lindo. Parabéns.

    ResponderExcluir

Obrigada por estar aqui!
Me conta o que achou do post!
Faltou alguma informação? Ficou dúvidas?
Deixa seu comentário!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Instagram